Modelo de governança corporat​iva

​​​Governança corporativa da Votorantim Cimentos é pautada pelo conjunto d​e princípios, iniciativas e estruturas de gestão capazes de conferir visão integrada e agilidade na tomada de decisões.

Defini​m​os, em 2014, o sistema de governança global da Votorantim Cimentos, alçando nossa governança ao patamar das empresas listadas nas Bolsas de Valores de São Paulo e de Nova Iorque. 

​​

Com isso, estamos aderentes aos requisitos para uma eventual abertura de capital, caso o mercado se mostre favorável, e nos tornamos competitivos na atração de investidores no mercado internacional.

A nova estrutura de governança propicia uma visão equânime sobre os desafios de negócios e mecanismos que influenciam o mercado em nossas quatro Unidades de Negócio – VCBR (Brasil), América do Sul, VCNA (América do Norte) e VCEAA (Europa, Ásia e África) –, favorecendo o intercâmbio de boas práticas e as decisões de investimentos.

Cada uma dessas unidades está representada no GET – Global Executive Team (Time Executivo Global). Além dos vice-presidentes que respondem por essas regiões, o GET é integrado pelo presidente global da Votorantim Cimentos e por diretores executivos de quatro áreas globais que são estratégicas para a Companhia: Finanças & Votorantim Cimentos América Latina; Gente; Jurídico e Desenvolvimento Corporativo. O GET se reúne mensalmente para propor, decidir e acompanhar as ações que conduzem ao Nosso Norte.

Essa estrutura é reproduzida nas regiões, com times executivos que aproximam os temas estratégicos das operações locais: no Brasil, temos o Brazilian Executive Team (BET); na América do Norte, o North American Executive Team (NAET); na Europa, Ásia e África, o European, Asian and African Executive Team (EAAET).

Dess​e modo, nossos direcionadores estratégicos são geridos pelos mais altos níveis decisórios da Empresa, com reporte direto ao Conselho de Administração.

​​​Conselho de Administração e Comitês​

Responsável por gerenciar assuntos estratégicos e determinar políticas de curto e longo prazo, o Conselho de Administração é composto por seis membros efetivos, eleitos por Assembleia Geral, com mandato de dois anos. Um dos membros é independente. O Conselho de Administração é assessorado por quatro comitês:

  • Comitê de Auditoria Estatutária – Formado por 100% ​de membros independentes, monitora relatórios financeiros, controles internos, gestão de riscos, ouvidoria, cumprimento de leis e regulamentos e as atividades de auditoria interna e auditoria externa.
  • Comitê de Finanças – Com três a cinco membros, elabora cenários de mercado de médio e longo prazos, propõe e monitora metas anuais de desempenho e orçamento, bem como acompanha a evolução do mercado e os plano de investimentos.
  • Comitê de Remuneração e Pessoas – Seus três membros são eleitos e apoiam o Conselho de Administração na tomada de decisões relacionadas aos recursos humanos da companhia.​
  • Comitê de Estratégia – Composto por três a cinco membros, assessora o Conselho em questões estratégicas de curto, médio e longo prazos, como competitividade, novos mercados, oportunidades de investimento.​​​​​