Fábrica de cimentos de Corumbá é reconhecida por boas práticas ambientais

O cuidado com o meio ambiente é um compromisso social na fábrica da Votorantim Cimentos em Corumbá. O engajamento dos funcionários mudou a realidade e trouxe melhorias, que foram reconhecidas pelo Senai na premiação Selo Verde, que classifica a eficiência ambiental das indústrias do Mato Grosso do Sul e que elege as melhores ações de preservação ambiental de instituições públicas e privadas da região. 

As ações foram resultado do Sistema de Gestão Ambiental, que envolve todos os funcionários com o objetivo de diminuir as emissões atmosféricas, consumo de energia e reduzir o volume de captação de água utilizada em todo o processo produtivo, além de aumentar o índice de reutilização dos resíduos sólidos, diminuindo o uso de combustíveis fósseis. 

A fábrica de Corumbá se inscreveu pela primeira vez no selo ambiental do Programa Senai de Ecoeficiência (PSE) e já conquistou o selo verde, concedido às indústrias mais bem avaliadas em performance ambiental, com pontuação que varia de 81 a 100 pontos. 

Para o gerente de fábrica da Votorantim Cimentos de Corumbá, Jorge Luís Velasco Maingon, receber o selo verde é o resultado do compromisso em operar com responsabilidade. "O selo verde valoriza um trabalho sério e dedicado que os profissionais da nossa fábrica realizam para que a empresa se torne cada vez mais ecoeficiente. É, portanto, uma conquista de todos e estamos muito honrados com esse reconhecimento", afirmou. Velasco ainda ressaltou que o empenho dos funcionários e a realização do constante treinamento ambiental interno, aliado à um programa de reconhecimento, ajudaram na consolidação do processo. 

Gestão hídrica - Um exemplo da boa gestão ambiental, é a redução do consumo de água industrial em 40% no acumulado do primeiro semestre de 2015, em comparação ao mesmo período de 2014, a queda foi através de instalação de sete hidrômetros e otimização da Estação de Tratamento e Reuso de Águas Industriais em sua unidade, responsáveis por tratar e reutilizar 100% dos efluentes gerados pela companhia.

Reaproveitamento de resíduos – A unidade também está trabalhando na destinação adequada dos resíduos. Nos últimos 12 meses, a taxa média de reaproveitamento alcançada pela unidade foi de 75%. Neste período, a empresa garantiu a destinação de 100% dos resíduos orgânicos gerados no refeitório através de implantação de composteira para atender a demanda de material do preparo de alimentos e de resto de comida.

Controle de emissões - Para controlar e diminuir as emissões, a unidade investiu na diversificação da matriz energética, trocando parte do combustível fóssil (que emite mais CO2) por biomassa, como casca de arroz e serragem. Para garantir transparência e o compromisso com a legislação vigente, a fábrica realiza o monitoramento online de emissões, 24 horas por dia, disponibilizando o acesso também para a análise do IMASUL (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). O monitoramento é realizado no forno, moagem de cimento e moagem de combustível, possibilitando a análise e o controle integral. 

Educação Ambiental – Os funcionários da fábrica de Corumbá também realizam um Programa Continuado de Educação Ambiental na Escola Estadual Carlos Castro. Compartilham os experiências e valores socioambientais, contribuindo para a mobilização para preservação do meio ambiente local, regional e global.

Outra ação que contribui para o diálogo sobre ações socioambientais foi o Programa Portas Abertas Ambientais, que recebeu cerca de 70 pessoas durante este ano, para dialogar sobre a política ambiental da empresa e as ações realizadas na fábrica de Corumbá.

Desenvolvimento Social – Em Corumbá, a fábrica da Votorantim Cimentos também contribui para a valoração da cultura pantaneira, por meio da parceria na construção do Museu de História do Pantanal (Muhpan) e na realização do Projeto Muhpan Itinerante - Sons e Tons, que leva exposições, oficinas de artes plásticas, de artes dramáticas e de artesanato às escolas, associações e comunidades.

Para melhor gerir as ações na área de meio ambiente, a empresa formou, em abril de 2015, um comitê de gestão ambiental. Composto por 12 empregados, o comitê monitora atividades diversas para identificar pontos de atenção. A partir desses levantamentos, serão desenvolvidas soluções práticas para prevenir e controlar ocorrências, como vazamento de óleo, vazamento de água e emissões atmosféricas fora dos padrões. 




0