Açaí, o fruto da nossa energia

As vezes certas coisas parecem não ter uma função para a sociedade, uma razão de existir. Essas coisas costumam ser ignoradas, descartadas, até esquecidas. Mas a Votorantim Cimentos pensa diferente.

Quando ninguém enxerga um propósito, nós preferimos enxergar oportunidade. Quando todos enxergam um problema, nós enxergamos potencial. Afinal, tudo na vida tem um porquê. E foi por isso que nós passamos a encarar a semente de açaí com outros olhos.

Todo mundo conhece o açaí, fruta roxa de origem amazônica, que conquistou todo o país servida em uma tigela com granola. O que pouca gente sabe é que cerca de 80% de sua massa, basicamente caroço e semente, é descartada na cadeia produtiva que leva a fruta do pé à sua mesa. Esse material acaba sendo destinado para aterros ou, pior ainda, no meio ambiente.

Só no Estado do Pará são 550 mil toneladas de semente de Açaí geradas todos os anos. Quando a Votorantim Cimentos abriu sua fábrica em Primavera, pequena cidade do Pará, já tinha em mente a possibilidade de utilizar essa preciosa matéria prima local.

Desde 1991 a empresa construiu uma longa tradição de utilizar resíduos em substituição a combustíveis fósseis, incluindo substância oleosas, borrachas, madeiras contaminadas, pneus, papel e até plástico. Mas com semente de açaí foi a primeira vez. Por isso o processo demandou uma bateria de testes até encontrarmos, no final de 2017, as variáveis ideais.

Fornecedores da região recolhem as sementes que seriam descartadas, passam por um processo de secagem e chegam até a nossa fábrica para substituir parte do coque de petróleo, o combustível usado nos fornos de cimento.

Atualmente a fábrica processa 6500 toneladas de caroço por mês, uma economia de R$500mil/mês. Em um futuro próximo a meta é chegar a 10 mil toneladas. Ótimo para a empresa, mas quem realmente tem a ganhar com isso é o meio ambiente.

Além de eliminar resíduos e substituir combustíveis fósseis, esse processo reduz a emissão de gases, tanto na fábrica quanto no transporte do coque, que agora é importado em menor quantidade. Esses esforços fazem parte do Plano Estratégico de Sustentabilidade, que pretende reduzir as emissões em 25% e a aquisição de combustíveis em 40%, em todos os países que a Votorantim Cimentos atua.

Também vale dizer que estamos desenvolvendo o Açaí Comunidade, um programa que envolve desde cooperativas locais quanto o Governo do Estado, para que essa cadeia de produção fomente renda e outros projetos sociais para as famílias da região.

Graças à semente do açaí, aquela coisa pequena que ninguém dava bola, conseguimos criar um processo mais sustentável, ainda por cima mantendo a mesma qualidade do cimento. Mais do que isso, envolvemos a região e criamos novas possibilidades de renda. Mas esse não é o final da história.

A Votorantim Cimentos continua incessantemente procurando novas formas de aproveitar resíduos, reduzindo seu impacto no meio ambiente. Quando ninguém se interessa por algum material, é justamente lá que estamos de olho.

2021-07-05-Imagem-Destaque-Case-Acai-PT.jpg