Combustíveis alternativos reduzem emissão de CO₂

Unidade Nobres no Mato Grosso substituiu cerca de 24% dos combustíveis fósseis por biomassa, reduzindo as emissões de CO2

Nossa Unidade de Nobres, no estado do Mato Grosso, localizada na região com o maior volume de produção de grãos do Brasil. Aproveitando esse diferencial, a unidade utiliza a biomassa como combustível alternativo em substituição ao coque, o que reduz a emissão de gases do efeito estufa gerada pelos combustíveis fósseis. A biomassa utilizada é gerada pelas indústrias madeireira, agrícola e sucroalcooleira.

Por meio dessa prática, Nobres consegue atingir baixos níveis de emissões específicas de CO2 por tonelada de cimento produzido, o que é um grande desafio para a indústria cimenteira.

Nos últimos três anos, a biomassa substituiu 24% do volume de combustíveis fósseis. Em 2013, as emissões de carbono de Nobres foram reduzidas, alcançando uma das maiores substituições térmicas de combustíveis fósseis com aproveitamento energético de biomassas no Brasil.

A utilização de biomassa na produção de cimento tem sido um instrumento importante e inovador adotado globalmente pelos produtores de cimento para reduzir as emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa), os custos de produção e dependência de combustíveis fósseis. A unidade de cimento de Nobres está alinhada com nossos valores e práticas sustentáveis, em uma busca incessante para os melhores resultados e desempenho.

Principais Metas: substituir combustíveis fósseis por biomassas, de forma a reduzir a emissão de CO2 na atmosfera.

Benefícios Gerados: substituição de combustíveis fósseis por biomassas, redução da emissão de CO2.